HomeCultura

🔶Morre Paulo Marubo, líder indígena do Vale do Javari, no AM

🔶Morre Paulo Marubo, líder indígena do Vale do Javari, no AM

O líder indígena Paulo Marubo, morreu na manhã deste sábado (3), no Hospital 28 de Agosto, em Manaus, onde estava internado em estado grave desde o d

A DESPEDIDA: Velório de Marília Mendonça será aberto ao público. A cantora será velada neste sábado em Goiânia (GO).
🔶 Caprichoso encerra a primeira noite de Festival e emociona torcedores azulados
? UM DIA PARA FÉ | Senado aprova Dia Nacional do Cristão para ser comemorado no dia 1º de junho

O líder indígena Paulo Marubo, morreu na manhã deste sábado (3), no Hospital 28 de Agosto, em Manaus, onde estava internado em estado grave desde o dia 30 de janeiro deste ano. A informação foi divulgada pelo representante da Univaja, Eliesio Marubo, que é sobrinho de Paulo.

Ex-coordenador da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja), Paulo Marubo lutava contra uma hepatite crônica decorrente de diversas epidemias e surtos epidemiológicos que atingiram a região do Vale do Javari.

Apesar de muito jovem, vida de uma escola de formação política muito alinhada com os princípios da nossa tradição, foi coordenado da Univaja, professor, foi uma importante liderança para conduzir os interesses da nossa região, através da Univaja, em que foi coordenador por três vezes e muito contribuiu com o modelo da Univaja, atualmente,”, disse Eliesio.

Segundo Eliesio, a morte de Paulo é uma perda para a região do Vale do Javari, onde o líder indígena, com o indigenista Bruno Pereira, desenvolver projetos e denunciar ações de grupos criminosos e cobrar medidas de saúde e segurança na área com maior concentração de indígenas isolados.

As denúncias foram o que levaram Paulo Marubo ser uma das lideranças indígenas ameaçadas de morte por grupos criminosos que operam na região onde foram mortos o indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Philips, ao denunciarem crimes socioambientais e violência dos invasores contra os indígenas.

O corpo de Paulo continua em Manaus, onde a Univaja tenta junto à Sesai e Funai para levar o corpo para a família.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0