HomeEconomia

🔶Seis segmentos concentraram 52% do faturamento do Polo Industrial de Manaus

🔶Seis segmentos concentraram 52% do faturamento do Polo Industrial de Manaus

O faturamento das indústrias da Zona Franca de Manaus atingiu, em 2023, R$ 173,4 bilhões conforme indicadores econômicos da Superintendência da Zona

🔶Após 15 dias de calor e fumaça, Manaus registra chuva torrencial nesta terça-feira (7)
🔶Justiça suspende eleição na véspera da posse de conselheiros tutelares em Manaus
🔶Árvore de Natal do Largo de São Sebastião será iluminada nesta sexta-feira (8)

O faturamento das indústrias da Zona Franca de Manaus atingiu, em 2023, R$ 173,4 bilhões conforme indicadores econômicos da Superintendência da Zona Franca de Manaus, divulgados na última quinta-feia (29). Mais da metade dessa riqueza foi gerada com apenas seis produtos. Seis segmentos concentraram 52% do faturamento do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Apesar do segmento que mais faturou no ano passado ter sido o de bens de informática, com 24,53% do total, os produtos mais vendidos foram as motocicletas, que representaram 14,1% das vendas totais do PIM. Em segundo lugar apareceu as TVs de Led, com 12,2%.

Aparelho de telefone celular foi o terceiro produto que mais gerou faturamento em 2023, ocupando 8,6% do total das vendas; seguido de perto por componentes (6,4%), concentrados de refrigerantes (5,8%) e aparelhos de ar condicionado (5%).

Responsável por apresentar estes números durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento do Amazonas, nesta quinta-feira (29), o secretário-executivo de Desenvolvimento do Estado, Gustavo Igrejas, alertou que essa concentração alta de faturamento em um grupo pequeno de produtos deve preocupar os agentes públicos e econômicos do Estado, uma vez que produtos têm “vida útil’.

Analisando esses dados e a pequena queda de 2,5% no faturamento total do PIM em 2023 em comparação com 2022, o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas, Antônio Silva, lembrou que houve segmentos que explodiram em vendas apesar dos problemas causados pela vazante recorde dos rios da bacia Amazônica.

“O setor de concentrados de refrigerantes vendeu bem, em que pese a sazonalidade do tempo. Se faz sol, vende bem. Mas veja que o setor de ar condicionado experimentou uma explosão de vendas de 300%. Tudo isso leva a crer que 2024 será ainda melhor”, avaliou.

Para um consultor econômico ouvido pelo RealTime1, o perigo de apostar num pequeno grupo de produtos é a superação tecnológica que eles possam vir a enfrentar e, em último caso, tornarem-se obsoletos, como ocorreu no passado com os vídeos-cassetes e disc-man, produtos que lideraram as vendas do Polo Industrial de Manaus, mas foram superados por tecnologias ligadas a Internet.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0