HomePolicial

🔶Mulher mantida refém tinha medida protetiva contra militar do Exército morto em tiroteio em Manaus

🔶Mulher mantida refém tinha medida protetiva contra militar do Exército morto em tiroteio em Manaus

Uma mulher mantida refém pelo marido Diego Azevedo, Sargento do Exército Brasileiro, tinha uma medida protetiva com ele após registrar Boletim de Oco

🔶Bandidos fazem arrastão em festa de casamento em Manaus
🔶 Amazonas recebe alerta para chuvas intensas e ventos de até 100 km/h
🔶Saiba quem é o ‘chefão’ da Red Bull na Fórmula 1, envolvido em escândalo sexual

Uma mulher mantida refém pelo marido Diego Azevedo, Sargento do Exército Brasileiro, tinha uma medida protetiva com ele após registrar Boletim de Ocorrência (BO) por agressões na Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DCCM).

Segundo a polícia, os dois haviam terminado o relacionamento, mas estavam tentando reatar. Entretanto, na manhã deste domingo (09/06), o casal começou a discutir dentro do apartamento em frente as duas filhas e, em seguida, o militar começou a agredir a esposa, que é aluna Soldado da Polícia Militar.

Ainda conforme as informações, a mulher conseguiu ligar para a polícia, fugiu do suspeito, e pediu socorro em um restaurante que fica próximo a residência do casal.

Os policiais da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) chegaram ao local e foram recebidos a tiros pelo militar do Exército que se recusava se entregar à polícia. Ele disse que só deixaria a casa quando Policiais do Exército chegassem ao local.

Durante o confronto, um PM soldado identificado como José Antônio foi baleado na cabeça. Ele foi socorrido, mas morreu ao dar entrada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. Depois, outra equipe da 24ª Cicom foi acionada e o suspeito continuou atirando contra os militares.

Na ocasião, outro policial, identificado como Waldmann, foi baleado na perna. Ele também foi socorrido, mas até o momento o estado de saúde dele não foi divulgado. Além dos policiais, o militar do Exército também foi baleado, chegou a ser levado para o Hospital 28 de Agosto, mas não resistiu e morreu.

A mulher sofreu ferimentos devido às agressões causadas pelo marido e, após receber atendimento médico, deve prestar depoimento na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), onde o caso foi registrado e deve ser investigado para apurar as circunstâncias dos crimes.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0