HomePolicial

đŸ”¶ TrĂȘs pessoas sĂŁo presas por desviar mais de R$ 15 milhĂ”es em esquema de pirĂąmide financeira, em Manaus

đŸ”¶ TrĂȘs pessoas sĂŁo presas por desviar mais de R$ 15 milhĂ”es em esquema de pirĂąmide financeira, em Manaus

Em uma operação conjunta realizada no Ășltimo domingo (9) por policiais civis do 1Âș Distrito Integrado de PolĂ­cia (DIP), juntamente com agentes do Rio

OPERAÇÃO MERCADO PACIFICADO: PolĂ­cia Federal deflagra operação contra crimes em licitaçÔes pĂșblicas. Empresas formavam cartel em vĂĄrios estados.
đŸ”¶Promotor afastado tem fĂ©rias concedidas apĂłs comparar advogada a cadela no AM
đŸ”¶Detentos serram grade e fogem de presĂ­dio em Parintins, no AM

Em uma operação conjunta realizada no Ășltimo domingo (9) por policiais civis do 1Âș Distrito Integrado de PolĂ­cia (DIP), juntamente com agentes do Rio de Janeiro e do ParĂĄ, trĂȘs pessoas foram presas por suposto envolvimento no desvio de mais de R$ 15 milhĂ”es em um esquema de pirĂąmide financeira. A operação foi realizada simultaneamente nos trĂȘs estados, e as informaçÔes foram divulgadas na Ășltima terça-feira (11).

Os presos foram identificados como Farley Felipe de AraĂșjo da Silva, Loyane Praiano Travassos, e Luiz GuimarĂŁes de AraĂșjo Dias, atuantes em um esquema milionĂĄrio de desvio de dinheiro decorrente de estelionato praticados por um grupo empresarial.

O delegado CĂ­cero TĂșlio, titular do 1° DIP, informou que os suspeitos fundaram um grupo empresarial de nome ‘Lotos’, que cooptava funcionĂĄrios pĂșblicos a obter emprĂ©stimos de quantias vultosas, que eram transferidas pelas vĂ­timas para contas em nome dos autores, a pretexto de obtenção de lucros acima dos aplicados no mercado.

“No ParĂĄ, as investigaçÔes ficaram a cargo da DivisĂŁo de Investigação de OperaçÔes Especiais (Dioe), no Rio de Janeiro foi pela 35ÂȘ. Durante as diligĂȘncias, foi possĂ­vel identificar que os autores administraram uma empresa de fachada criada com o fim de promover ilĂ­citos comerciais na modalidade pirĂąmide financeira”, explicou o delegado.

Segundo a autoridade policial, Loyane foi presa no domingo em sua residĂȘncia, localizada na rua Mascarenhas, bairro Coroado, zona leste. Ela Ă© natural do estado do ParĂĄ, e estava sendo investigada apĂłs acionamento dos policiais civis de lĂĄ, Loyane Ă© diretora escolar.

“Farley Felipe e Jorge já haviam sido presos pela Polícia Civil do Amazonas durante a deflagração da Operação Esfinge, realizada em junho de 2023, quando na oportunidade foram presas 14 pessoas que integravam um grupo criminoso que operava com o mesmo esquema de pirñmide financeira”, relatou o delegado.

O trio responderĂĄ por estelionato. Loyane serĂĄ encaminhada Ă  audiĂȘncia de custĂłdia e, posteriormente, recambiada ao Estado do ParĂĄ. Eles ficarĂŁo Ă  disposição da Justiça para responder pelos atos cometidos.

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0