Coluna 07 de @fredmeloo Tema: A ELEGIBILIDADE DE UM VERME

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Nesta semana, o Brasil assistiu incrédulo algo que já estava sendo desenhado, arquitetado e planejado durante algum tempo: a manobra jurídica no STF que tornaria Lula elegível em 2022 e aplicaria um golpe mortal na operação LAVA-JATO. 

Grande parte da mídia nacional, ávida e dependente dos recursos públicos que foram drasticamente cortados durante a gestão Bolsonaro, comportou-se como uma torcida única no estádio de futebol. Foi comemoração e exaltação para todos os lados e pelos quatro cantos do país. Eles creem, assim como muitos que esta será a única chance de um retorno a uma realidade que ficou para trás, continuam a acreditar que isso é possível através deste traste, mas, como disse o Cazuza, numa das suas celebres composições: “A sua piscina esta cheia de ratos, mas a realidade não condiz com os fatos”. 

Os desdobramentos dessa decisão esdrúxula e absolutamente descontextualizada da realidade provocou as mais diversas reações: até o Ministro Marco Aurélio de Mello, sempre contido em suas manifestações, disse que trata-se de uma “bomba atômica” e pede uma revisão no plenário. Uma decisão monocrática não pode anular todo um trabalho que foi realizado ao longo de alguns anos e submetido a confirmação em varias instancias até chegar no STF. Isso não é crível, apenas foi possível. 

Outro fato que causa espécie é que os crimes não são negados, apenas alega-se que Curitiba, onde Moro fundou a sua república, não era a vara adequada para o julgamento e sim, Brasília. Enfim, um verdadeiro manicômio jurídico onde a justiça brasileira fica desmoralizada diante dos brasileiros e do mundo, embora essa seja consequência no campo jurídico.
Quando levamos o assunto para a parte politica, confesso que gostaria de ver essa ameba em forma de gente disputando as próximas eleições presidenciais. 

Tenho certeza que o povo iria dar uma lição severa ao ego e as pretensões desse bolo fecal e de seus asseclas, uma turma que é permeada e formada por criminosos condenados por todas os tipos de crimes, mentes perturbadas e pervertidas, isso sem falar nos que estão ainda sendo processados. Uma grande organização criminosa que quer voltar ao poder a qualquer custo julgando que o povo é estupido e ignorante. Ledo engano, assim como fez com  Dilma e com tantos outros, também fará com o chefe do bando.
Tenho a impressão que o meu desejo e também do chefe da comunidade dos amebas, não passará de um sonho de uma noite de verão, lamentavelmente a decisão de torna-lo elegível deve e será revista e o Presidente Bolsonaro não terá a oportunidade em 2022 de promover nas urnas o que seria verdadeiro massacre, a maior resposta que as pessoas dignas do Brasil poderiam dar a esta verdadeira corja que por tanto tempo envergonhou e assaltou o país de forma inclemente.
Que phase!

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Saiba quem são os vencedores dos Prêmios Literários Cidade de Manaus

Com 876 inscritos, os Prêmios Literários Cidade de Manaus premiaram nove participantes. Entre eles, Ricardo Lima da Silva que...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img