NA ESTRATOSFERA: O funcionalismo público com todos os seus penduricalhos custaram ao país mais de 1 trilhão em 2020.

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

O funcionalismo público brasileiro custou R$928 bilhões em 2019, o que representa mais de 13,7% de tudo produzido pela economia do País, de acordo com estudo do Instituto Millenium/ODX, e em 2020 ultrapassou a marca de R$1 trilhão. Apesar de a Constituição limitar os salários aos de ministros do Supremo Tribunal Federal (R$39,2 mil), os penduricalhos aumentam os valores pagos, segundo revelou o ministro Wagner Rosário (Transparência) à Rádio Bandeirantes, após cruzamento de dados. 

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. 

Rosário disse que tem sido revelador o cruzamento de dados, feito pela CGU, atestando acúmulo indevido nos vencimentos de servidores. 

Há casos, por exemplo, de casal aposentado em quatro repartições, cujos filhos acumulam quatro pensões, que somadas, extrapolam o teto. 

O funcionalismo público totaliza 9,7 milhões de empregos, o que representa 21% dos 46 milhões de postos formais existentes em 2019. 

O funcionalismo público municipal é 5,7 vezes maior do que o federal e 1,7 vez maior do que o estadual, diz o Instituto Millenium/ODX.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Ex-guerrilheiro Gustavo Petro assume na Colômbia e propõe paz a grupos armados e o fim da guerra às drogas

O ex-guerrilheiro e ex-senador Gustavo Petro tomou posse neste domingo (7) como o primeiro presidente de esquerda da história...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img