PLANALTO AGITADO: Depois do Ministro Ernesto Araújo agora é a vez do Ministro da Defesa Azevedo e Silva anunciar sua saída do governo.

Mais lidas
Julio Gadelha
Secretário da Redação e Analista Profissional de Marketing formado pelo Uninorte-AM

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, informou nesta segunda (29), em nota oficial, que deixará o cargo. 

O comunicado, enviado pela assessoria da pasta, não deixa claro o motivo da saída e nem se Azevedo e Silva pediu demissão ou foi demitido. 

“Agradeço ao Presidente da República, a quem dediquei total lealdade ao longo desses mais de dois anos, a oportunidade de ter servido ao País, como Ministro de Estado da Defesa”, escreveu ele, agradecendo aos chefes das Forças Armadas. “Saio na certeza da missão cumprida”. 

O general do Exército estava no cargo desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Ele foi o segundo militar a assumir o Ministério desde a criação, em 1999. Mais cedo, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, também pediu demissão. 

Duas fontes do Palácio do Planalto disseram à analista da CNN Renata Agostini que foi o próprio presidente quem pediu o cargo. Bolsonaro teria indicado que quer mudanças no governo e que mais alterações poderiam vir. 

O Palácio do Planalto foi procurado oficialmente, mas ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Estamos com FOCO NESSE FATO.

Matéria Originalmente Postado no Perfil do Instagram (@foconofato) no dia 29/03/2021

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Manaus realiza em setembro maior festival de artes integradas da Amazônia

SouManaus traz artistas nacionais e internacionais, celebra diversidade e sustentabilidade Manaus convida turistas de todo o Brasil para curtir quatro...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img