CPI DA COVID-19: Os senadores Eduardo Braga (MDB) e Omar Aziz (PSD) pode ter papeis destacados na CPI. Braga está cotado para assumir a presidência ou a relatoria da Comissão.

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Braga é candidato ao Governo do Amazonas em 2022, irá usar a CPI como palanque político e vai mirar suas armas contra o governador Wilson Lima, disso ninguém tem a menor duvida, terá uma oportunidade única de tentar abrir feridas que aparentemente já estavam cicatrizadas, criará fatos novos para desgastar o atual governo.

O senador Omar Aziz que também será membro da CPI,  tem sido um dos parlamentares mais críticos na condução da pandemia por parte do governo federal. Afirmou que não irá passar a mão na cabeça de ninguém e é candidato a reeleição em 2022, mas, o fato de estar envolvido e ser investigado pela participação na “OPERAÇÃO MAUS CAMINHOS”  justamente que trata de desvios de verbas na saúde do Amazonas não passará desapercebido, ele pode até alimentar essa esperança, mas, ontem teve uma prova que o feitiço pode virar contra o feiticeiro.

A exposição é uma via de mão dupla. Braga e Omar que já tiveram seus nomes envolvidos em diversos escândalos de corrupção no Amazonas na época que governavam o estado, indo de obras até a saúde, passando pela Lava Jato, também podem virar alvo. O senador Omar Aziz, por exemplo, ontem mesmo foi destaque nacional em vários jornais, portais e blogs do Brasil inteiro, com ênfase na CNN, que questionou a participação de um membro que é investigado por desvios de recursos para a área da saúde quando foi governador do Amazonas compondo a titularidade da CPI, o que é uma grande contradição.

A operação MAUS CAMINHOS, onde Omar Aziz virou alvo em 2016, foi uma operação do Ministério Público Federal e levou prisão pessoas próximas a ele, inclusive a sua esposa e atual deputada estadual Nejme Aziz. O objeto principal da investigação é o desvio de cerca de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmado com o governo do estado do Amazonas.

Vamos acompanhar os desdobramentos e em breve começaremos a perceber quem politicamente sairá em vantagem dessa CPI.

Estamos com FOCO NO FATO.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 TSE recebe, hoje (8) em Brasília, grupo de advogados conservadores. Reunião ocorre depois de Fachin se reunir com, grupo de juristas pró-Lula

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Edson Fachin, vai receber um grupo de 12 advogados de movimentos...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img