CLIMA EM JOGO: Em reunião da cúpula dos líderes sobre o clima com mais de 40 países Bolsonaro diz que pretende neutralizar as emissões até 2050.

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Nesta terça-feira (22) iniciou se as reuniões da cúpula do clima, tendo como anfitriã a Casa Branca do Estados Unidos. Por meio de videoconferências os líderes de 40 nações se juntaram hoje e amanhã (23) para discutir pontos e traçar estratégias a definir metas de combate ao efeito estufa, manutenção do meio ambiente e crescimento sustentável.

Presidente Joe Biden que, com menos de 100 dias de mandato, demonstra grande preocupação com o tema ambiental e climático. Afirmou “Esta é a década em que devemos tomar decisões que evitarão as piores consequências da crise climática”. Seguindo essa linha, propõe que seu país, 2º maior emissor de gases do efeito estufa atrás apenas da China, irá reduzir em 50-52% a sua emissão igualando ao níveis de poluição de 2005. Indo mais além os EUA se comprometem em até 2050 descarbonizar totalmente a sua economia.

Incentivando outros países durante a cúpula alguns países aumentaram suas metas para 2030 e mostraram mais empenho na causa climática. Justin Trudeau, primeiro ministro canadense subiu de 30% para 40-45% o corte em emissões, que se for concretizado os níveis de poluição serão abaixo dos registrados em 2005.

O primeiro ministro do Japão, Yoshihide Suga promete corte de 46% antes era 26%. O aumento ainda foi considerado pequeno, sendo esperando ao menos 50% pois nos últimos anos o país tem criado políticas que incentivam o uso de carvão como matéria prima energética.

O pronunciamento brasileiro era bastante esperado por conta das últimos pronunciamentos governamentais em davos na conferencia da ONU que tiveram repercussão negativa em alguns países. Agora o Presidente Jair Bolsonaro se manifesta de forma amistosa e aberta à cooperação internacional na área ambiental. E fez promessas para reduzir o desmatamento ilegal da Amazônia.

“Entre as medidas necessárias para tanto, destaco aqui o compromisso de eliminar o desmatamento ilegal até 2030 com a plena e pronta aplicação do nosso código florestal. Com isso reduziremos em quase 50% nossas emissões até essa data.” afirma o Presidente.

Bolsonaro estabeleceu meta semelhante a de Joe Biden do Estados Unidos “…determinei que nossa neutralidade climática seja alcançada até 2050. Antecipando em 10 anos a sinalização anterior.”

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Saiba quem são os vencedores dos Prêmios Literários Cidade de Manaus

Com 876 inscritos, os Prêmios Literários Cidade de Manaus premiaram nove participantes. Entre eles, Ricardo Lima da Silva que...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img