RELAÇÃO COMIDA x VACINA

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Brasil quebra recorde de exportação mensal para a China. Relação Comida x Vacina

A conversa fiada da oposição de que declarações do presidente Jair Bolsonaro ou de ministros prejudicam as relações China x Brasil não resiste ao exame dos números do comércio bilateral, que nunca foi tão proveitoso para o Brasil.

Para se ter uma ideia, os primeiros quatro meses de 2021 foram os melhores em mais de uma década: o Brasil exportou US$27,6 bilhões para a China, 95,7% mais que o mesmo período de 2015, o melhor do PT.

Os dados estão no Comex Stat, extraídos do Siscomex, ainda não “aparelhado” ideologicamente.

O mês de Abril marcou a ápice  dos “ataques” de Bolsonaro, estabelecemos o recorde de US$10,2 bilhões exportados, quebrando o recorde de março: US$ 8,4 bilhões. Vamos aguardar maio.

Se a China garante vacinas, o Brasil põe comida na mesa dos chineses: soja, carne, aves e outros alimentos equivalem a 45% das exportações, acaba sendo uma relação bem equilibrada com ganhos significativos para nós.

Emmanuel Macron não gosta de Bolsonaro que também o detesta, mas as exportações do Brasil para a França estão no maior patamar desde janeiro de 2018.

Artigo anteriorBOLSONARO EM ALTA
Próximo artigoSAFRA RECORDE
Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 “Somos especialistas em entregar resultados”, afirma coronel Menezes em entrevista à TV Record”

Candidato ao Senado pelo PL destacou sua atuação exitosa na área empresarial e no Exército e afirmou ser um...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img