NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS

Mais lidas
Julio Gadelha
Secretário da Redação e Analista Profissional de Marketing formado pelo Uninorte-AM


Startup Brasileira cria embalagens reutilizáveis para delivery. Julia Berlingeri e Ana Beatriz Nunes fundaram a re.pote para diminuir o número de embalagens que vão para o lixo; empresa coleta potes nas casas dos clientes.

Vinda do interior de São Paulo, a engenheira de produção Julia Berlingeri se mudou para a capital paulista para trabalhar. Foi quando sentiu dificuldade para cozinhar depois de um dia de trabalho e horas no trânsito. Recorreu ao delivery, mas ficou incomodada com a quantidade de embalagens que acabavam no lixo.

A primeira ideia de Julia foi levar seu próprio pote nos restaurantes para levar sua comida para casa. “Dessa forma, meu problema estava solucionado, mas sabia que seria muito difícil pedir para que as pessoas fizessem o mesmo”, afirma Berlingeri. A partir daí surgia a proposição. Se as embalagens reutilizáveis já estivessem nos estabelecimentos?

E pensando nisso, teve como resultado a criação da re.pote, Startup que oferece um serviço de embalagens reutilizáveis para restaurantes. Que após o uso, a empresa se encarrega de recolher os itens na casa dos clientes, higieniza e devolve aos estabelecimentos parceiros.

O negócio foi fundado em sociedade com a publicitária Ana Beatriz Nunes, que também tinha interesse em criar um negócio sustentável. Ao comentar sua vontade com amigos, eles a apresentaram a Julia. Juntas, elas começaram a re.pote. Que teve seu pote desenvolvido com a ajuda da Poli Júnior, empresa júnior da Universidade de São Paulo (USP), e pode ser usado cerca de 300 vezes.

COMO FUNCIONA

A startup desenvolveu um serviço de assinatura para entregar embalagens reutilizáveis para restaurantes parceiros em que os clientes selecionam pelo aplicativo que desejam o item da re.pote. Depois de receber a embalagem, o consumidor pode escolher utilizá-lo em casa ou acionar a startup para fazer a coleta do item.

Os responsáveis pelo recolhimento dos potes são de um coletivo de bicicleta. “Fizemos uma parceria e, toda vez que recebemos uma solicitação, eles vão até o endereço fazer a coleta”, diz Ana Beatriz, complementando que a startup optou por bicicletas, também pensando no impacto ambiental.

A expectativa é que, em uma parceria com cinco restaurantes, com um volume médio de 600 pedidos mensais, seja possível diminuir 10 milhões de embalagens durante o tempo de vida útil do pote. Além disso, a startup deseja espalhar conteúdos sobre práticas mais sustentáveis. “Queremos ser uma plataforma de conhecimento e divulgação da economia circular.

Sentimos que esse é um assunto pouco divulgado sobre o que cada empresa e cada indivíduo pode fazer. Muitas pessoas acham que a melhor coisa para fazer com o lixo é reciclar, mas tem várias coisas que podemos fazer, inclusive reutilizar”, diz Berlingeri.

Fonte: Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios

Artigo anteriorNOVA FÁBRICA NO MS
Próximo artigoSEM POLÍCIA
Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Saiba quem são os vencedores dos Prêmios Literários Cidade de Manaus

Com 876 inscritos, os Prêmios Literários Cidade de Manaus premiaram nove participantes. Entre eles, Ricardo Lima da Silva que...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img