CONFLITO DE INTERESSES

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Senador Eduardo Braga mira o governo do estado e Omar Aziz o governo federal na CPI da Pandemia.

Durante sessão da CPI da Covid nesta quinta-feira (20), o senador Eduardo Braga (MDB) questionou de forma acalorada o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello sobre vários temas, entre os quais o fechamento do hospital Nilton Lins em Manaus.

A unidade foi aberta emergencialmente pelo Governo do Amazonas, em 2020, para auxiliar no atendimento de pacientes com Covid-19.

Após a fala do senador Eduardo Braga, o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD), lembrou que Manaus teve outro hospital de campanha, aberto com recursos da Prefeitura de Manaus, e que Braga deveria lembrar dessa unidade e também questionar sobre a razão de ter sido fechada no mesmo período em que o hospital do estado ter encerrado as atividades, em 2020.

O hospital de campanha da Prefeitura de Manaus foi aberto no dia 14 de abril de 2020 e foi fechado pela gestão de Arthur Neto no dia 15 de junho do mesmo ano de forma até agora inexplicável.

O hospital Nilton Lins, de gestão estadual, foi aberto no dia 18 de abril de 2020. E foi fechado no dia 16 de julho, no mesmo ano, também com justificativas pouco convincentes.

Os dois senadores do Amazonas trocam farpas constantemente sobre o posicionamento que têm adotado em relação aos seus aliados locais quando se posicionam na CPI.

Em vídeo de uma discussão de bastidor da CPI da Covid gravado na quarta-feira (19), Omar desafiou Braga a “falar do prefeito” de Manaus.

A discussão de bastidor foi replicada nas redes sociais por bolsonaristas, como o ex-superintendente da Suframa Coronel Menezes.

O Senador Eduardo Braga tem repetido constantemente o discurso que tem feito sempre que se manifesta na CPI, quer encontrar culpados no governo do estado, porque é candidato declarado ao cargo.

De olho nas eleições de 2022 no Amazonas, o senador não retira a gestão de Wilson Lima (PSC) da mira de sua artilharia ao disparar críticas às ações do governo federal no combate à pandemia em Manaus.

“Não faltou dinheiro. Faltou competência”, repete Braga a Omar no vídeo amplamente divulgado nas redes sociais, referindo-se ao Governo do Amazonas.

O presidente da CPI então indaga Braga a dizer de quem faltou competência, e provoca: “Então fala do prefeito”. “Eu falei, eu falei”, rebate o senador do MDB.

Em 2022, a vaga no Senado em disputa é a ocupada por Omar que será candidato à reeleição e deve ter como principal adversário o Coronel Menezes que terá o apoio declarado do Presidente Bolsonaro.

O cenário estadual está desenhado na CPI da Pandemia: Eduardo ataca o governo do estado e Omar ataca o governo federal.

Estamos com foco no fato e nos interesses políticos.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Regulação da Mídia: Quais veículos Lula já ameaçou restringir ?

Presente no plano de governo do Partido dos Trabalhadores (PT), a regulação da mídia é uma bandeira antiga de Lula....
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img