TERCEIRA DOSE: Governo do Chile analisa a aplicação da dose de reforço e combinação de vacinas para controlar aumento de casos no país.

Mais lidas
Julio Gadelha
Secretário da Redação e Analista Profissional de Marketing formado pelo Uninorte-AM

Nesta terça-feira (22), o presidente chileno anuncio que o governo analisa a possibilidade de aplicar uma dose de reforço da vacina contra o covid-19.

Sebastian Piñera afirmou que cientistas da área da saúde estão avaliando estudos científicos para determinar se uma terceira aplicação seria necessária, enquanto é iniciada a imunização de adolescentes no país.

“Como governo, estamos atentos aos problemas de hoje, mas também precisamos nos antecipar e preparar para enfrentar os problemas de amanhã”, declarou o presidente.

O Chile enfrenta mais uma onda de infecções e mesmo com 78% da população adulta vacina com a 1º dose e 61% totalmente vacinados, o número de casos ainda não caiu. Fato que levantou dúvidas sobre a eficácia da vacina contra o vírus e suas variantes mais transmissíveis.

O país usou a vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac Biotech para executar uma das campanhas de vacinação mais rápidas do mundo. Aplicando 16,8 milhões de doses da Coronavac, além de 3,9 milhões da Pfizer/BioNTech e outras quantidades menores de imunizantes da Cansino Biologics e da AstraZeneca.

Contudo, o Ministério da Saúde chileno revelou que analisa a possibilidade de oferecer as pessoas que tomaram apenas a 1º dose da AstraZeneca com menos de 60 anos uma 2º e 3º dose do imunizante da Pfizer ou qualquer outro com base em RNA mensageiro (como o da Moderna).

O ocorrido no Chile serve comoteste importante para a eficácia da vacina da Sinovac na prática. Em um estudo publicado em abril, a vacina chinesa se provou minimamente eficiente na prevenção da doença após a primeira dose. Com a segunda, o imunizante apresentou 67% de eficácia na prevenção de infecção sintomática, 85% na prevenção de hospitalizações e 80% na prevenção de mortes no país.

No Brasil

O país já aplicou 91,4 milhões de doses (dados de 22.06.21), sendo em sua maioria AstraZeneca, Coronavac e uma parcela menor de Pfizer.

Porém, pesquisadores no Brasil concluíram que a eficácia da vacina da Sinovac, a Coronavac, na prevenção de infecções sintomáticas foi de 50,38%, perto do limite de 50% em que os especialistas consideram uma vacina útil, em estudo realizado com médicos da rede pública de saúde.

Já a vacina desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Fiocruz, tem capacidade de proteção de 79%. E o imunizante da Pfizer que usa a nova tecnologia indicada pela epidemiologista da OMS, chamada de genética do RNA mensageiro.tem eficácia global de 95%.  

Mesmo com a constatação de que os casos de reinfecção são raros. De acordo com estudo publicado, pela The Lancet,  indica que apenas 7,6 pessoas em um grupo de 100 mil que já tiveram covid-19 voltaram a testar positivo para o vírus, ante 57,3 contágios a cada 100 mil no grupo que não tinha o vírus entre junho de 2020 e janeiro de 2021.

Entretanto, com os pesquisadores investigando diferentes maneiras de controlar a pandemia a preocupação com a eficácia dos imunizantes contra o covid-19 já é discutida no país. Inclusive na última sexta-feira (18) a Anvisa autorizou o estudo clínico para testar uma possível dose de reforço da vacina da Pfizer/BioNtech.

Sobre o Estudo 

Buscando avaliar a segurança, a imunogenicidade e a eficácia das várias estratégias de reforço da BNT162b2 (Nome oficial da fórmula) em diferentes populações de participantes (por exemplo, grupos etários).

O estudo prevê o recrutamento de 443 participantes no centro clínico do Hospital Santo Antônio (HSA) das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), em Salvador (BA), e 442 participantes no Centro Paulista de Investigação Clínica e Serviços Médicos (Cepic), em São Paulo (SP).

Sendo incluídos participantes com 16 ou mais anos de idade, do sexo masculino e feminino, que tomaram as duas doses da vacina BNT162b2 pelo menos seis meses antes, no estudo inicial da vacina da Pfizer.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Novos ataques perto da maior usina nuclear da Europa geram temores com segurança

Os ataques se intensificaram no local da maior usina de energia nuclear da Europa durante a madrugada deste domingo, 7, enquanto o...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img