REVIRAVOLTA: Manaus em crescente melhora da pandemia. Nenhuma morte por Covid-19 confirmada nesta quinta-feira 24.06

Mais lidas
Julio Gadelha
Secretário da Redação e Analista Profissional de Marketing formado pelo Uninorte-AM

Manaus, capital do Amazonas, teve o pior cenário da 2º onda da covid-19 no país, com 1641 mortes confirmadas apenas nos primeiros 20 dias de janeiro, com crise nos oxigênio de hospitais públicos, sem vagas para sepultamentos em cemitérios a cidade viveu um verdadeiro caos no primeiro mês do ano.

Contudo, a situação dá sinais evidentes de melhora no quadro crítico do 1º trimestre. Hoje, a capital não está mais com UTIs e hospitais lotados, os decretos estaduais desde março vem sempre flexibilizando e aumentando o horário de funcionamento e ampliando o ramos de empresas aptas a trabalhar com segurança. Além de ter 1.067.521 de doses aplicadas até agora (25.06), de acordo com a prefeitura.

Dos 27 sepultamentos registrados até a quinta-feira, (24.06), em Manaus, nos cemitérios públicos e privados da cidade, não houve registros de morte por Covid-19. No mês de junho, esta é a terceira vez que o município não registra mortes declaradas pela doença causada pelo novo coronavírus, tanto nos cemitérios públicos, quanto nos privados.

“Desde o meu primeiro minuto à frente da Prefeitura de Manaus, minha equipe e eu encaramos o desafio contra esse vírus, que só trouxe caos, dor e tristeza a todo o mundo. Há cinco meses, estamos com a campanha de vacinação contra a Covid-19 na cidade, com mais de 1 milhão de doses aplicadas, chegando agora ao público de 32 anos de idade. Tenho certeza de que nosso esforço em derrotar esse vírus apresenta bons resultados e acredito que, muito em breve, a população de Manaus voltará a sorrir novamente”, destacou o prefeito David Almeida. 

Mutirão de vacinação

Sendo a primeira capital a propor um mutirão de vacinação , promovido pela Prefeitura de Manaus, com doses repassadas pelo governo do Amazonas, teve duração de 34 horas ininterruptas, envolvendo, aproximadamente, 4,5 mil trabalhadores direta e indiretamente, tendo alcançado 141.460 pessoas, na faixa etária de 40 a 51 anos, que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca, da Fiocruz.

O mutirão de vacinação, acontecido a partir das 8h de sábado, 12.06, até as 18h do domingo, 13.06, foi um sucesso e histórico para a cidade de Manaus e o Estado do Amazonas.

O próximo mutirão já tem data marcada para a próxima terça-feira (29.06) e pretende seguir nos mesmo padrões do anterior, mas agora, destinada as pessoas com 30 anos ou mais.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 Novos ataques perto da maior usina nuclear da Europa geram temores com segurança

Os ataques se intensificaram no local da maior usina de energia nuclear da Europa durante a madrugada deste domingo, 7, enquanto o...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img