GP DA ÁUSTRIA: Verstappen leva vitória dominante e dispara no campeonato

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Liderando de ponta a ponta, holandês da RBR conquistou quinto triunfo do campeonato e ampliou vantagem na tabela sobre Hamilton para 32 pontos; Valtteri Bottas e Lando Norris completam o pódio

Repetindo o bom desempenho do último fim de semana no Circuito de Spielberg, Max Verstappen desfilou para conquistar sua quinta vitória da temporada no GP da Áustria, neste domingo. Largando da pole, liderando do primeiro até o último giro e levando o ponto extra da volta mais rápida, o holandês não sofreu ameaças dos adversários da McLaren e Mercedes e ainda viu o rival Lewis Hamilton, com problemas no carro, ausentar-se do pódio e chegar apenas em quarto. Valtteri Bottas ficou com o segunda lugar e Lando Norris, que chegou a ser punido com 5s, foi o terceiro colocado.

O britânico da McLaren, que largou em segundo, foi punido com 5s por empurrar Sergio Pérez para fora da pista no início da prova, mas conseguiu se recuperar e faturar seu terceiro pódio da temporada – e após a corrida, ainda recebeu dois pontos na superlicença. Já o mexicano da RBR, que caiu de terceiro para décimo no incidente, também foi punido duas vezes por um lance semelhante com Charles Leclerc e terminou a corrida em sexto. A dupla da Ferrari descontouo prejuízo da classificação; Carlos Sainz, de décimo, chegou em quinto; já Leclerc, que largou em 12º, ficou em oitavo.

Daniel Ricciardo, da McLaren, que largou em 13º, também conseguiu se recuperar e terminou em sétimo, à frente de Leclerc e de Pierre Gasly. Partindo pela primeira vez do nono lugar com a Williams, George Russell caiu para 16º ao longo da disputa e recuperou-se, voltando para a zona de pontuação em décimo, mas perdeu a posição no fim da prova para Fernando Alonso.

Com a vitória – que marcou também a conquista de seu 50º pódio – e o ponto da volta mais rápida, Verstappen soma 181 pontos no campeonato de pilotos. Assim, ele amplia a a vantagem para Hamilton, vice-líder, de 18 para 32 pontos. O britânico, por sua vez, anota 150 pontos no Mundial. Pérez se mantém em terceiro, com 104 pontos, mas a distância para Norris é de apenas três pontos. Ja na disputa de construtores, a RBR segue na liderança com 286 pontos contra 242 da rival Mercedes.

Resultado da prova:

Os três primeiros

VERSTAPPEN: “Hoje foi incrível. Para ser sincero, o carro parecia estar sobre trilhos! Foi muito divertido pilotar. Você chega no fim de semana como o favorito, mas nunca é fácil fazer isso. E foi uma loucura ver todos esses fãs e tanto laranja!”

BOTTAS: “É bom voltar ao pódio em segundo lugar. A McLaren foi muito rápida hoje, eles estavam colocando muita pressão”.

NORRIS: “Foi uma boa corrida. Foi emocionante, mas estou desapontado porque devíamos ter sido os segundos. Pensei que devia ir com tudo na primeira volta!”

A largada

Verstappen administrou a liderança, defendendo-se de Lando Norris; Lewis Hamilton também tentou investir contra Sergio Pérez, na terceira colocação, mas sem sucesso. Partindo pela primeira vez do nono lugar com a Williams, George Russell caiu três posições enquanto a dupla da Ferrari também se movimentou: Charles Leclerc pulou de 12º para décimo e Sainz perdeu três postos, em 13º, no momento em que Esteban Ocon foi tocado por Antonio Giovinazzi e, espremido pelas duas Haas, acertou a barreira de proteção. O francês abandonou a corrida com a suspensão quebrada, acionando o carro de segurança.

A relargada que sucedeu o fim da bandeira amarela, na quarta volta, foi mais agitada: Verstappen se manteve na ponta, mas Norris perdeu o segundo lugar para Pérez, que passou por fora da pista e precisou devolver a posição. A dupla voltaria a se encontrar algumas curvas depois, quando o britânico empurrou o piloto da RBR para a brita, o que o faz cair de terceiro para décimo. Na frente, Valtteri Bottas chegou a passar Hamilton pelo quarto lugar, mas o heptacampeão retomou o posto e subiu para terceiro com o incidente de Pérez.

Momentos-chave

1. Ainda na largada, Esteban Ocon foi tocado por Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, e acabou entre os carros da Haas. Com a suspensão danificada, o piloto da Alpine abandonou a corrida.

2. Na principal disputa da relargada, foi Sergio Pérez que levou a pior na briga contra Lando Norris, valendo a segunda colocação. O britânico acabou punido com 5s por empurrar o piloto da RBR para fora da pista.

3. Valendo uma corrida de recuperação para ambos, Charles Leclerc e Pérez se encontram pela primeira vez na curva 15. O mexicano chega a passar o piloto da Ferrari, pelo sétimo lugar, mas o monegasco, que largou apenas de 12º, respondeu e reassumiu a colocação. Também buscando diminuir o prejuízo na classificação, partindo de 13º, Daniel Ricciardo já aparecia em sexto, atrás de Sebastian Vettel e Bottas.

4. O australiano da McLaren consegue superar o piloto da Aston Martin e assume a quinta colocação; até o momento, Ricciardo subiu oito posições.

5. Depois de reduzir a desvantagem para o compatriota para menos de 1s, Hamilton consegue ultrapassar Norris e assume o segundo lugar na prova.

6. Bottas inaugura as paradas dos primeiros colocados na corrida, seguido por Norris, que cumpre os 5s de punição pelo incidente com Pérez. O finlandês da Mercedes consegue voltar para a pista em terceiro, à frente do piloto da McLaren.

7. Em seguida, é a vez da dupla na ponta; Hamilton, em segundo, troca os pneus médios pelos duros, seguido de Verstappen, que com uma larga vantagem sobre o rival, mantém a liderança.

8. Na briga pela sexta posição, Leclerc e Pérez se encontram novamente; dessa vez, porém, o mexicano da RBR repetiu o lance que sofreu de Norris e empurrou o piloto da Ferrari para fora da pista, punido posteriormente com 5s no tempo de prova. Na ponta, Verstappen já abre 19s de vantagem sobre Hamilton, segundo colocado.

9. Pela terceira vez, Pérez e Leclerc; o piloto da Ferrari tenta passar o mexicano pela sétima colocação, na 47ª volta, mas é novamente empurrado para a brita. Assim como no primeiro incidente, o companheiro de Verstappen na RBR foi punido mais uma vez com 5s.

10. Caminhando para o fim da prova, pelo rádio, a Mercedes avisa Bottas que Hamilton está com problemas e pede que o finlandês não ultrapasse o colega. Porém, a equipe volta atrás e solicita a inversão de posições; com isso, Bottas assume o segundo lugar na prova.

11. Com a asa aberta no 53º giro, Lando Norris ultrapassa Pérez e já surge em quarto lugar. Depois, o britânico foi à caça de Hamilton e também deixou o compatriota para trás, assumindo a terceira colocação. O piloto da Mercedes faz, então, uma segunda parada, com novos pneus duros.

12. Na 60ª volta, Fernando Alonso se aproxima de George Russell e ultrapassa o britânico pelo último lugar na zona de pontuação, mas o piloto da Williams retomou o posto. A defesa, porém, foi temporária; oito giros depois, o bicampeão conseguiu deixar o rival para trás e garantir um ponto na prova com o décimo lugar. Verstappen, a 26s de Bottas, faz uma segunda parada e ainda volta para a pista em vantagem.

13. Na última volta da corrida, Kimi Raikkonen acerta Sebastian Vettel em disputa pelo 12º lugar e acaba mandando o alemão para a grama. Ambos caem, respectivamente, para 16º e 17º.

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

XENOFOBIA: Agência de publicidade do AM entra com recurso administrativo contra governo do RS por xenofobia

A agência de publicidade Digital Comunicação, com sede no Amazonas, entrou com um recurso administrativo contra a Secretaria Estadual...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img