Coluna 22 de @fredmeloo
Tema: A fábula do Deputado Comunista e o jabuti,,,,,,,,

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Essa semana deve ser muito quente nas discussões políticas, agora as atenções devem estar voltadas para um imenso jabuti pré-histórico de $6 bilhões de reais que colocaram na votação da LDO, destinando ao famigerado FUNDO ELEITORAL esse estratosférico valor para ser utilizado nas eleições de 2022.

O valor é uma vergonha, um acinte ao povo brasileiro que precisa de tantas coisas e não merece ver seu suado e sacrificado dinheiro, ser aplicado no financiamento milionário de campanhas políticas. O Presidente Bolsonaro, ainda convalescendo da sua obstrução intestinal,  já direcionou sua artilharia para o deputado Comunista que hoje pertence ao Partido Liberal, Marcelo Ramos. 

Bolsonaro,  mantendo seu estilo direto e reto, o acusa de ser ele o responsável pelo jabuti de $6 bilhões de reais, isso porque, como presidente da sessão que votava a LDO, não aceitou que a matéria fosse votada em destaque, fato que proporcionaria uma discussão mais ampla do tema e que poucos teriam coragem de votar “sim”, publicamente. A estratégia para aprovação desta vergonha, foi a votação de um pacote fechado, onde todo o orçamento do país estava elencado, inclusive o bilionário jabuti. O voto pelo SIM, virou quase uma obrigação, se não aprovasse a LDO da forma apresentada,  o país estaria simplesmente paralisado em 2022, foi uma tática que tinha como objetivo principal ludibriar a opinião pública sem causar, na cabeça doente dos políticos, ávidos sempre pelo dinheiro farto é fácil, danos a imagem do parlamento, eles queriam mostrar estarem “sendo responsáveis com o seu país”, mentira, a preocupação é uma apenas: ter acesso ao dinheiro oficial para garantir campanhas milionárias.

O Presidente ao afirmar e acusar frontalmente o Deputado Comunista, Marcelo Ramos, apenas mostrou ao país o papel que ele está sempre disposto a fazer, ele tem a coragem de desempenhar papéis pouco republicanos e criar justificativas de forma convincentes sobre o que ele faz, esse é seu modo de agir, sua expertise, bom no microfone, fala com desenvoltura, está sempre se apresentando para servir a alguém, foi assim com Rodrigo Maia e é assim com Omar Aziz, de quem já é aliado histórico, vale lembrar que ambos tem as mesmas raízes comunistas, mas que se encantaram com a doce vida.

O Fundo Eleitoral de $6 bilhões é a vergonha da vez do Brasil, os parlamentares de forma sorrateira,  querem jogar no colo do presidente a responsabilidade e, agora cabe-lhe encontrar uma forma de veta-lo ou modifica-lo, ele já declarou tratar-se de um valor que não há como se justificar, como o próprio disse em sua entrevista na saída do hospital: “É um valor que nas mãos do Tarcísio ele faz o recapeamento do Brasil e nas mãos do Rogério Marinho, ele consegue levar água para o Nordeste inteiro”, mas, isso não importa para a maioria dos políticos, o fundamental para eles é cuidar das suas reeleições, para isso precisam de dinheiro para obter os votos necessários, porque de popularidade eles estão bem deficientes.

Que jabuti caro …….. pqp!

Que phase!

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

Coluna 12 + 1 de @coronel.menezesTema: O voto impresso e auditável…….

O Brasil inteiro está acompanhando uma verdadeira cruzada presidencial na defesa do voto impresso e auditável, isso tem sido...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img