PATRIMÔNIO DO AM: Bar do Armando resiste ao tempo e se firma como um dos points de entretenimento de Manaus. Um patrimônio histórico do Amazonas

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

Com 58 anos de história, o Bar do Armando, localizado no Centro histórico de Manaus, próximo ao Teatro Amazonas, tem resistido ao tempo e se firmado como um dos points culturais e de entretenimento da cidade. Considerado Patrimônio Cultural do Amazonas, o Bar sobreviveu aos impactos causados pela pandemia do Covid-19 e está em pleno funcionamento, com abertura diária às 13h e fechamento às 3h, após alterações do decreto governamental.

A empresária Ana Cláudia Soares lembrou que o estabelecimento passou quase nove meses fechados intercalando a abertura conforme as medidas de segurança anunciados pelo Governo do Estado. Segundo ela, o local já esteve em situação difícil mas conseguiu superar e manter aberto um dos locais mais tradicionais de Manaus.

“Tivemos momentos que mal pagávamos as contas e com um faturamento muito baixo. De julho para cá, estamos sentindo uma melhora e acredito que estamos mais perto da normalidade. Sei que não é apenas no Brasil mas em vários outros países estão passando pela mesma dificuldade com a retomada na economia. Tenho certeza que iremos superar”, comentou.

Ana Cláudia afirmou que o Bar abre sete dias na semana e diariamente oferece música ao vivo de vários ritmos, passando pela MPB, Bossa Nova, moda de viola, entre outros, e no sábado toca apenas samba. “Somo conhecidos por oferecer um ambiente bastante democrático e eclético, com um público de várias idades desde estudantes, autônomos, autoridades, políticos, médicos, advogados, ou seja, pessoas de várias vertentes que dão riqueza ao local. Tenho muito orgulho disso”, comemorou.

Apesar de ainda não ter sido comentado pelas autoridades locais, Ana Cláudia disse que já está planejando os detalhes da realização da Banda da Bica em 2022, que faz muito sucesso durante o carnaval e por conta da pandemia não foi realizada este ano. “Estamos nos antecipando e planejando, mas tudo vai depender da autorização do prefeito e do governador. Caso seja autorizado, já estaremos com nosso planejamento definido para não deixarmos para cima da hora”, adiantou.

A empresária disse ainda que com alta dos preços provocados pela inflação teve que fazer alguns reajustes no cardápio do Bar, como por exemplo, o valor do tradicional sanduíche de pernil que há 4 anos não era reajustado, passou a custar R$ 18, a unidade, a porção do tradicional bolinho de bacalhau que está R$ 38, e o valor de algumas cervejas. “Mantemos nossa tradição em oferecer cerveja gelada com petiscos tradicionais que só tem no Bar do Armando, seguindo todos os protocolos de combate ao Covid”, finalizou.

Estamos com foco no fato e no Bar do Armando

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

MAIS VACINAS: Acordo permitirá compra de 100 milhões de doses de vacina para 2022. Pfizer deve iniciar entrega de imunizantes no primeiro trimestre.

O Ministério da Saúde e a farmacêutica Pfizer assinaram nesta segunda-feira (29) contrato para a compra de 100 milhões...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img