LEILÕES: Ministério da Justiça arrecadou R$ 325 milhões em 2021 com bens apreendidos

Mais lidas
Julio Cesar
Redator e Designer do Foco no Fato. Profissional de Marketing formado pelo Uninorte-AM.

Os leilões de bens oriundos de práticas criminosas renderam aos cofres públicos R$ 325 milhões em 2021, segundo dados inéditos do Ministério da Justiça no último dia (30). No total, foram realizados 230 certames ao longo do ano.

O que gerou a maior ganho foi um lote de terras de 63 hectares, vendido por R$ 30,7 milhões, no Mato Grosso. O terreno pertencia a João Arcanjo Ribeiro, ex-chefe do jogo do bicho no estado.

“Os resultados de 2021 demonstram o empenho do Ministério nas suas diferentes frentes, seja na segurança pública, proteção e defesa do consumidor, descapitalização do crime, combate às drogas, ou políticas de justiça. No próximo ano, seguiremos trabalhando para que o Brasil tenha a Justiça e a Segurança Pública cada vez mais fortes”, disse o ministro Anderson Torres.

O recurso arrecadado em leilões do patrimônio apreendido de criminosos viabilizou a construção do Centro de Desenvolvimento para Cães, na sede da Polícia Rodoviária Federal, em Brasília, inaugurado em dezembro. O Centro possui 17 mil metros quadrados para abrigar 30 baias, ambulatório para tratamento veterinário dos animais e estrutura de ensino para a certificação de cães policiais. Após a formação, os cães da PRF serão distribuídos para as 15 bases estaduais que possuem o Grupo de Operações com Cães.

Também foi destinado à aquisição de viaturas, drones, equipamentos de inteligência, de comunicação e de perícia, uniformes, computadores de alta performance para a Polícia Federal e financiamento de grandes operações policiais, a exemplo da operação Narco Brasil. Outro projeto viabilizado pelos recursos do Funad, em 2021, é o Drogômetro (em fase teste), que irá auxiliar na detecção de drogas psicoativas por motoristas de trânsito.

Fonte: Gazeta Brasil

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

ORIGEM ESTRANHA: 78% do faturamento de empresa que contratou Moro veio de alvos da Lava Jato.

Empresa que contratou Sergio Moro (Podemos) após o ex-juiz deixar o Ministério da Justiça em 2020, a Alvarez &...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img