🔶 MEDIDA CONTROVERSA | Reino Unido recomenda vacinação contra varíola dos macacos para homens gays e bissexuais com vários parceiros. Entenda:

Mais lidas
Gabriel
CEO do Foco no Fato. Engenheiro Civil, pós graduado em Pavimentação de Estradas e Rodovias e realizando um MBA em Gestão Empresarial pela FGV.

A Agência de Saúde do Reino Unido recomendou, nesta terça-feira, 21, a vacinação contra a varíola dos macacos para pessoas consideradas de maior risco para contrair a doença. Neste momento, devem ser imunizados homens gays e bissexuais que possuem múltiplos parceiros, por representarem grande parte dos novos casos.

“Embora qualquer pessoa possa ser infectada com a varíola dos macacos, os dados atuais apresentam níveis de transmissão mais elevados entre, mas não somente, as redes sexuais de homens gays, bissexuais e outros que têm relações sexuais com homens”, informou a agência, em nota.

Uma pesquisa realizada pelo órgão do governo britânico mostrou que os homens britânicos representam 99% dos casos.. Dos 152 homens que preencheram questionários mais detalhados, 151 se identificaram como gays ou bissexuais.

Vacinação em anel

O Reino Unido segue a mesma estratégia de países como Canadá e Estados Unidos, que começaram a implementar a chamada “vacinação em anel” para tentar impedir a propagação da doença. A tática envolve a administração de vacinas contra a varíola, que possuem cerca de 85% de eficácia contra a varíola dos macacos, segundo Organização Mundial de Saúde (OMS), a pessoas que tiveram contato próximo com infectados.

Antes de se espalhar pelo mundo, a varíola dos macacos estava restrita a 11 países do continente africano. Agora, foram notificados casos em 42 países. Do total de casos confirmados, 83% estão na Europa.

Brasil

Nas últimas 24 horas, o Ministério da Saúde notificou mais dois novos casos da varíola dos macacos no país, totalizando 11 casos confirmados da doença. As novas confirmações foram feitas pelo Laboratório Adolf Lutz em São Paulo, por meio do método de isolamento viral.

Os dois pacientes são brasileiros, do sexo masculino e têm entre 36 e 38 anos. Ambos moram no Estado de São Paulo e possuem histórico de viagem para a Europa. Os dois apresentam quadro clínico estável, sem complicações. Além dos 11 casos confirmados, outros dez estão sendo investigados.
Os sintomas iniciais da varíola dos macacos incluem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfonodos inchados, cansaço e calafrios e exaustão

Publicidadespot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Publicidadespot_img
Últimas notícias

🔶 CRISE GLOBAL | Alta dos combustíveis coloca Europa em ‘situação insustentável’, diz Macron

Para o líder francês, produtores de petróleo têm imensa responsabilidade nos preços da commodity. O presidente francês Emmanuel Macron pediu...
Publicidadespot_img

More Articles Like This

Publicidadespot_img